sábado, 5 de julho de 2014

Cada mesquinharia tem o seu devido valor.


Cada palavra tem seu devido valor. Cada frasco tem um pouco de fossa por dentro, como também tem cheiro de múltiplos campos de flores frescos. No final ou no começo, os defeitos sempre vão aparecer. Tem lá suas mil maravilhas, e os mil zeros a esquerda. Não podemos considerar que o que você julga é o certo, afinal, é apenas sua opnião de acordo com os padrões do que é certo e errado, ditados pela sociedade. Ou não. Não sabemos o certo e errado. Somos macacos fazendo macaquices, apenas. Muito pessimista? Tente idealizar a pessoa que você mais ama na sua vida bem na sua frente, agora veja ela te dando um chute na perna e do céu, um piano cai em cima de você. Bom, é bem isso que o amor faz você pensar que aquela pessoa não vale nada. Mas quem deu o golpe final foi nada mais, nada menos que o destino. Não acredita? Faz uns testes aí, e sinta a lama primeiro pra não se sujar demais, tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário