sábado, 7 de março de 2015

My favorite place

Essa é pra você, dear
Que ama o som das folhas secas de outono
Dando voltas ao redor da sua bicicleta
Em cima, põe seu corpo em pé para festejar
Mas o vejo voar
Enquanto escuto sons de sacos plásticos ao redor da minha cabeça
Chacoalhando
Talvez a indecisão tenha a verdade
Talvez a luxúria de desgastar as solas dos meus olhos com segundos do teu andar
Sirvam como luvas nas minhas córneas desleixadas
Escutar os teus risos e uma coleção fazer
De todos os tipos, eu me viro
Dar-te-ei um coração gelado, vamos juntos aquecer
Porque és meu lugar favorito
Onde almas de poetas são descobertas
És meu ninho de mágoas
Meu lar de clareza
Meu poço de dúvidas que só formam a certeza
Darling, o meu amor não se esvaia num crepúsculo qualquer
E a cada toque do sino, ele bailará como sua doce voz
embaralhando-se por entre meus ouvidos
Mas quem disse que anjos não falam, tem razão
Eles cantam a razão
Alguns andam de bicicleta, e sentem o ar no rosto
E apreciam o sentir dos detalhes


E de olhos pretos, e cabelos castanhos meio encaracolados, se despedem para voar, mas seus olhos gritam que vão voltar
Estou a te esperar

Nenhum comentário:

Postar um comentário