segunda-feira, 11 de abril de 2016

Percevejo

sorrisos sinceros, é isso que eu espero
que as tristezas sejam espontâneas
assim se superam
à sentimentos maqueados de purpurinas
cintilantes e alucinantes
onde a lama circunda ela se esgueira
como um crocodilo pronto para atacar
ela sorri e consente a satisfação
usada como carapuça da ilusão
ela aceita
ri, diz que não, diz que a vida é assim
Mulher! Não adianta se camuflar de verde
numa floresta negra
por mais que sejas percevejo,
seja você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário